sábado, 24 de dezembro de 2011

Videogames: um aprendizado


Salve galera! Tudo bem? Espero que sim!

Essa semana eu estava lendo algumas notícias na internet e, novamente, as pessoas voltaram ao assunto que os videogames prejudicam os jovens e tudo mais. Novamente apertando no botão que influencia a violência nos jovens e mais algumas outras coisas. Bem, eu vou falar aqui a minha relação com os videogames desde quando eu era criança.

Sempre joguei videogames. Desde criança. Tinha um Super Nintendo e sempre me reunia para jogar com os amigos ou até mesmo me reunia com os meus primos aos domingos para fazer mini-campeonatos de família em qualquer jogo que tivesse. Videogame sempre foi algo que me uniu muito as pessoas e me deu vários momentos de prazer e felicidade na minha vida.

Infelizmente eu perdi meu pai muito cedo. Eu tinha apenas 11 anos de idade quando ele morreu de câncer. Minha família acabou se dividindo bastante, minha mãe e meu irmão mais velho entraram em depressão e meu irmãozinho, hoje com 11 anos, passou a infância inteira sem um pai.

"Ok, Lucas. História triste. Mas o que isso tem a ver com os videogames?"

Simples. Nessa época logo após a morte de meu pai a minha relação com os videogames aumentou BASTANTE. Eu ganhei um computador potente, um PlayStation 2 e vira e mexe estava lá jogando. Tinha milhares de jogos e ainda tinha um emulador de jogos de fliperama e Super Nintendo no computador para reviver os velhos tempos.

Vários jogos: Need for Speed, Age of Empires, Age of Mythology, Counter Strike, Call of Duty, Winning Eleven, FIFA, Mario, Zelda, Final Fantasy, Killzone, Resident Evil, Dynasty Warriors, Persona, Street Fighter, Tekken e VÁRIOS outros jogos! Cada um deles contento momentos divertidos com amigos ou histórias e aprendizados por trás de tudo isso.


- Aprendi que mesmo eu sendo apenas mais um eu posso fazer uma grande diferença no mundo
- Nenhum obstáculo é grande o bastante quando se tem força de vontade
- Existem milhares de super poderes, mas nenhum supera uma grande amizade
- Não preciso sair da minha mente para fazer viagens extraordinárias
- Podem trazer mil inimigos para me derrubarem, mas se eu tiver foco e coragem eu não me darei por vencido
- Honra é uma coisa que apenas os grandes homens possuem
- Mantenha seus amigos perto e seus inimigos mais perto ainda
- Você nunca tem certeza de quem são seus verdadeiros amigos e inimigos até um momento de grande perda/ganho
- Para alguns pode parecer besteira, mas poucas pessoas realmente lutam por amor
- Parar para pensar muitas vezes é a melhor das alternativas
- Trapaceiros nunca sentirão o verdadeiro prazer de uma vitória

É isso aí, galera! Existem vários outros ensinamentos, mas esses são alguns que eu lembrei agora. Acho que no final das contas os videogames não fazem tão mal assim. Basta você ter um ponto de vista sério sobre uma coisa que, para muitos, pode parecer uma simples brincadeira.

Abraços, se cuidem e bons jogos!

@Kirilko

Nenhum comentário: