domingo, 19 de setembro de 2010

O futebol nos games


Salve! Salve! Hoje o post segue no clima da contagem regressiva para os futuros maiores jogos de futebol da história! Contando de hoje, faltam 9 dias para o lançamento de FIFA 11 e 11 dias para o lançamento do Pro Evolution Soccer 2011. Então, vamos fazer uma retrospectiva dos jogos de futebol até hoje em dia. Como foram as coisas e como estão as coisas. O futebol que é o esporte mais popular do mundo e sempre foi o tipo de jogo mais jogado no Brasil. Vamos começar então a retrospectiva futebolística no mundo dos games!


"IRRO! IRRO! PILIIIIGROOO!". Quem nunca jogou "Ronaldinho Soccer" e morreu de rir com o narrador que atire a primeira pedra! O começo dos "patchs" nos jogos de futebol começavam aí! O jogo na verdade era o "International Super Star Soccer" que não tinha nenhum time brasileiro e tinha um narrador bem sem graça. Porém, no jeitinho brasileiro, modificaram o jogo e colocaram nele o nome de um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos: Ronaldo Fenômeno (que na época estava no auge de sua carreira). Com times brasileiros que iam desde Corinthians, Flamengo, Palmeiras, São Paulo até Paysandu, Bahia, Guarani, Criciúma entre outros. "CARTÃO VERMEIO! EQUISPULÇÁO!". Realmente, esse narrador e esse jogo marcou a infância de muitas pessoas que tinham um Super Nintendo. Então vamos continuando. "MÁ QUE BOMBA!".


Com menos fama no nosso país, a EA Sports lançava a série FIFA. Começando pelo Super Nintendo. Um jogo que possuia apenas seleções para jogar, mas também possuía quase todas as seleções do mundo que ia desde Brasil, Argentina, Alemanha, França até Bulgária, Estônia, Zimbábue entre outras. Um narrador americano chatinho também e outras coisas mais. Sempre teve uma jogabilidade mais parecida com a realidade do que seus concorrentes. Até pra falar a verdade, eu aprendi a regra do impedimento e o significado de "marcação" depois de jogar FIFA!


Os heróis dos jogos de aventura também batem suas bolinhas ás vezes. Lembro do jogo do "Mega Man" que ele fazia uma bola de energia com o canhão dele e chutava ela em cima dos inimigos. Eu pensava quando eu fazia isso: "Esse cara tem jeito pra futebol!". E a CAPCOM pensou igual a mim e resolveu fazer um jogo do herói ciborgue jogando sua pelada. O jogo em si não fez muita fama no Brasil, mas os fãs de Mega Man até que gostaram. O jogo teve uma jogabilidade complicada e também não foi muito atraente. Era a famosa "pelada de várzea".


"Hello! It's a me! Mario!" - Agora coloque essa frase em um narrador de estádio anunciando a escalação do time. Sim! A Nintendo também resolveu colocar o encanador nas peladas de fim de semana, eu só não sei se o Mario joga no time ou dos casados ou dos solteiros. O jogo foi lançado inicialmente para Game Cube e hoje tem uma versão para o Wii. É bem divertido para jogar em família. Não tem a mesma perfeição de um FIFA ou de um PES, mas quem disse que tem de ter? Se todos os jogos fossem iguais a realidade, não teria graça jogar nenhum. Afinal, qual a graça de Mario? É simples! Pular em bichinhos para matá-los, jogar cascos de tartarugas nos outros, derrotar uma tartaruga gitante pra chegar no tiozinho e ele falar que a princesa está em outro castelo! Ao menos no campo ninguém pode falar quem a princesa está em outro campo (eu acho).


Winning Eleven. O jogo mais "patcheado" da história dos games, acredito eu. Cada lançamento de um novo Winning Eleven, saía mais uns 5 "patchs" junto com o jogo. E sempre também com essas capas maravilhosas, claro. O jogo, sem um "patch" não era grande coisa (também dependendo do "patch" não virava grande coisa também). Eram colocados times brasileiros, times inexistentes (como o Tabajara, o time do Tsubasa [Super Campeões], a seleção feminina e dentre outros), músicas decentes, estádios brasileiros, narradores brasileiros e muitas outras coisas. Essa capa (além de ser uma excelente capa, diga-se de passagem) eu lembro que comprei esse patch e foi um dos melhores patchs que já joguei.


No maior ritmo do futebol arte, FIFA Street segue um estilo de jogo em que o objetivo não é vencer e fazer gols, mas sim humilhar os adversários com dribles desconcertantes. Fazer dribles tão desconcertantes com o adversário que ele possa cair no chão e ficar lá inconsolado enquanto você faz o gol. O jogo não possui times, apenas seleções, mas já fica fácil também sair humilhando todo mundo com Ronaldinho Gaúcho, Cristiano Ronaldo, Robinho, Zidane e companhia limitada. Fez muita fama no Brasil porque na época a moda do futebol era o futebol arte. Que brasileiro que não gosta de um bom futebol arte? Esse jogo foi um dos melhores.



A série Winning Eleven foi aposentada pela Konami e foi substituída pela série Pro Evolution Soccer que vem aí com uma revolução dia 30 de Setembro. Se preparem! Não vou falar muito. É só você assistir o vídeo abaixo que vai entender o que estou falando.



Se prepare.



A série FIFA evoluiu bastante e sempre foi a referência de realidade nos jogos de futebol. O FIFA 11 chega com tudo nesse dia 28 de Setembro. Se prepare! Aqui também vou colocar um vídeo e não vou falar nada.



Se prepare.

Bem! É isso aí, galera! Estamos perto de grandes lançamentos esse ano e o mundo dos games vai agitar! Se prepare para uma grande revolução no mundo dos games! Hoje não tem análise de novo, mas terça feira é lançado o jogo "Formula 1 2010" e eu achei um vídeo aqui e posso dizer uma coisa sobre esse vídeo. Depois que você assistí-lo você vai concordar quando eu digo que não é preciso fazer uma análise desse jogo. Pode considerar isso uma análise. Então assistam aí! Um abraço! Fiquem com Deus e até semana que vem!

ANÁLISE:




Jogo: Fórmula 1 2010
Gênero: Corrida
Distribuidora: Codemasters
Censura: Maiores de 3 anos
Plataformas: Xbox 360, PlayStation 3 e PC


Análise:

Nenhum comentário: