domingo, 5 de setembro de 2010

Gamers: Quem somos nós?

Olá a todos! Olá para você! Para você! Para você escondido aí e pra você também! Vim aqui novamente fazer meu post de domingo e perdi tudo o que ia escrever aqui porque o site BaixakiJogos.com publicou uma matéria igual o post que eu iria colocar hoje. Então se quiser saber eles fizeram bem melhor, olha lá e dá uma olhada. Então, sem ter o que escrever aqui eu falando com a também escritora do blog Bruna, tive uma ideia sobre o que escrever hoje! Sim! Sobre pessoas como a minha pessoa! Os "gamers"! Você sabe quem somos? O que fazemos? Da onde viemos? O que comemos? Bem, eu fiz uma entrevista comigo mesmo! (Sim, que idiotice, não?) Afinal não achei nenhum outro gamer pra entrevistar de última hora! Então vamos lá! Eu vou fazer algumas perguntas pra mim mesmo e eu tentarei responder da melhor maneira possível. Então, vamos lá?



Lucas: Para você, o que é um "gamer"?
Lucas: "Gamer" é uma pessoa que joga videogame, mas não gosta de jogar só pelo prazer. Gosta também de jogar pelo desafio, por conhecer uma história nova (em certos jogos), pra ter uma imaginação melhor. Essa é a definição de "gamer" que se encaixa em minha pessoa.
Lucas: Com quanta frequência você joga videogame?
Lucas: Não muita. Tento não jogar quando tenho algum trabalho da faculdade pra fazer ou em dias de aula. Sempre priorizo coisas mais importantes do que o jogo.
Lucas: Então você tem vida social?
Lucas: HSAUASHUASHU. É incrível! Todas as pessoas pensam que os gamers não tem vida social. Eu tenho sim e muitos gamers também tem, quem não tem vida social são os VICIADOS em vidoegame. Eu já fui um viciado e é horrível. Hoje saio com os amigos, tenho uma namorada, vou na academia, vou na faculdade, jogo minha pelada no fim de semana. Nada de diferente de uma pessoa da minha idade. Aposto que se a pessoa me ver ela não acredita que sou um gamer. A imagem que as pessoas tem de um gamer é de um cara magricela (ou gordão, varia um pouco), com óculos e muito nerd. Eu não. Como se pode ver na foto acima, sou uma pessoa (quase)normal.
Lucas: E quais são as diferenças entre os viciados e os gamers?
Lucas: Os viciados são pessoas que não largam do videogame. São pessoas que reprovam na escola, deixam de comer, deixam de tomar banho, deixam de sair com os amigos e dentre outras atividas para jogar videogame. Isso é uma doença e os pais devem ter cuidado com isso. Um gamer tem o videogame mais como um "hobbie". Uma coisa que dá prazer a pessoa.Todas as pessoas tem isso, mas expressam de maneira diferentes: existem pessoas que leem, correm, ouvem música, comem, fumam, se masturbam, bebem, já nós jogamos videogames.


Lucas: Você disse que foi um viciado. Como superou isso?
Lucas: Então, eu era um viciado em jogos "conjuntos" (exemplo de "Counter-Strike" nas lan-houses mundo a fora). Eu mesmo até hoje me proíbo de jogar MMORPG, pois fui tão viciado nisso que chegavam em casa 19h da noite e ficava até as 6h da manhã jogando (hora que a minha mãe acordava e tirava a tomada do computador). Eu comprei um videogame e passei mais a jogar jogos offlines. O vício foi diminuindo. Ainda sinto um pouco, mas é controlável. Claro que também me ocupar com outras outras atividas ajudou a diminuir o vício.
Lucas: O que sua namorada acha de você ser um gamer?
Lucas: Não faço a menor ideia. Mas se ela me namora, acho que nem liga.
Lucas: O que sua família acha de você ser um gamer?
Lucas: Boa pergunta. Pena que não tenho resposta. Realmente não sei. Pera aí... MÃE!
Lucas: Desde quando joga videogame e quantos videogames você já teve?
Lucas: Jogo desde criancinha. Acredito que desde meus 5 anos. Olha, já tive um Super Nintendo, um PlayStation 2, um GameBoy Advanced e hoje tenho um Xbox 360. Também tenho um PC, mas conto ele mais como "utilitário" do que como "videogame" (tanto que não tenho nenhum ogo nele).
Lucas: Tem medo de voltar o vício?
Lucas: Sim. Mas enquanto eu me controlar, é só ir de boa que ele não volta não.
Lucas: Até quando pretende jogar videogame?
Lucas: Se DEUS me permitir, acho que até a minha morte. É uma coisa que eu adoro fazer. Quando estou com nada pra fazer, o videogame é a minha brincadeira. É a minha ponte que me leva de volta a minha infância.
Lucas: Pra terminar vou fazer uma pergunta que tem tudo a ver com o tema e com certeza desperta a curiosidade de todos: Você é gay?
Lucas: Não.
Lucas: Certeza?
Lucas: Sim.
Lucas: Mesmo?
Lucas: Vai se foder...

Bem galera! É isso aí! Uma pequena entrevista comigo mesmo que prova que sou um gamer saudável, não sou gay, mas deixa no ar a dúvida se tenho dupla personalidade ou não. Essa semana novamente NÃO tem análise! Mas só de raiva, aproveitando o feriado, vou trazer CINCO análises aqui semana que vem. SÓ DE RAIVA (de mim mesmo)! É isso aí, galera! Se cuidem! Fiquem com Deus! Sem preconceito com os gamers! Somos uma pessoa como você, mas jogamos videogames. Bons jogos e até semana que vem!

2 comentários:

Bruna ^^ disse...

Hehe adorei sua entrevista de vc com vc mesmo ushauahs...MTOO BOMM ^^

Otávio Coati disse...

LOL...#EuRi com a sua auto entrevista shaushuahsuahsa
MUITO legal... hehe