terça-feira, 29 de junho de 2010

Só faltam três jogos

Olá pessoal, como estão?
Eu to com uma dorzinha de garganta chata, mas sem um pingo de vontade de me drogar com medicamentos... o problema mesmo é comprá-los, mas enfim. Vamos direto ao ponto: Parabéns seleção Brasileira!
Que belo jogo contra o Chile! Finalmente não tomamos nenhum gol, isso porque foi a primeira vez que arrisquei um placar e apostei 3x1 para nós. Ainda bem que não apostei dinheiro... Mas é que não contava com o Mago Valdivia jogando apenas no segundo tempo. Foi escandalosa a melhora do Chile em campo com a entrada dele! E eu apostava que se o Chile marcasse um gol, seria dos pés dele. Graande Mago Valdivia =) Logo logo é provável que você veja ele vestindo o uniforme VERDE! Sim, esse chileno é Palmeirense e todo mundo sabe; e eu também sou, oras! E não tenho a mínima intenção de ser imparcial quanto a isso. Se um dia essa história toda de escrever vingar, vou ser uma Joelmir Beting versão feminina um pouco menos inteligente (Sonhar não custa nada né?)
Apesar de o grupo ter jogado bem, alguns ótimos jogadores não fizeram uma partida brilhante. Um deles é o Robinho. Por ter sido poupado no jogo anterior, esperava-se que ele voltasse com mais gás e detonasse como na estréia do Brasil. Mas ele parecia meio angustiado em campo, chutou umas bolas na trave, e não deu bons passes. Tá, eu sei catzo, ele fez um gol bonito e se redimiu disso tudo, mas você deve levar em conta que a jogada quem fez foi o Ramires, que por sinal veio lá de trás e deu esse presentão pro nosso camisa 11. Espero que no próximo jogo ele possa jogar com tudo o que sabe, e assim fortificar ainda mais o nosso poderoso e temido grupo.
E que venha a Holanda! Fala sério, tem apelido mais estranho que esse negócio de “Laranja Mecânica”? Juro que quando ouço isso, me vem a mente uma laranja se tacando num juicer e virando suco rapidinho. Seria tão prático, né? Hahahahaha
Mudando de seleção agora, vou comentar outros jogos.
Japão e Paraguai: jogo equilibrado, com duas seleções de nível médio. As duas preferiram mostrar medinho e se acovardaram nas suas retaguardas. Resultado: jogo feio (ainda bem que nem assisti inteiro) com placar de 0x0. Já na prorrogação, parecia que a coisa ia melhorar, pelo menos o Paraguai se lançou mais ao ataque e teve a coragem de ousar. Ainda assim, passaram-se dois tempos de 15 minutos cada e nada de balançarem as redes. A novidade que o jogo trouxe foi a decisão nos pênaltis: em nenhuma outra decisão dessa Copa tinha se chegado a essa etapa. A experiência e calma fizeram a diferença nas cobranças, e assim o camisa 3 japonês desperdiçou um pênalti. Como disse o Tiago Leifert na Central da Copa: “Disseram que ele bateu bem. Bem na trave”. Foi uma pena, eu tava torcendo pro Japão, seria legal uma seleção asiática nas quartas-de-final. Mas os sul-americanos tão com tudo mesmo.
Espanha e Portugal: também não vi o jogo todo, mas o pouco que vi, deu pra entender porque a Fúria ganhou e mereceu a classificação: toque de bola refinado, sem lenga-lenga e com muita rapidez; várias bolas tocadas de primeira deixavam os jogadores de ataque na iminência de marcar gols. Davi Villa, camisa 7, marcou um belo gol e correu pro abraço. Imagino que o Cristiano Ronaldo não deu muito trabalho pra defesa espanhola, mesmo porque na zaga você encontra um BELO (e põe BELO nisso!!!) jogador chamado Gerard Piqué (pena que ele é gay, e se não for, é muito carinhoso com seus colegas . Enfim, vitória merecida, e Cristiano Ronaldo merecidamente também foi muito zuado em Twitter e afins sobre a sua pose de top model e suas constantes olhadas no telão, ao invés de objetivar os atacantes de sua equipe...
Por hoje é só cambada, comentem! =D

Ray

Nenhum comentário: